08 março, 2007

263. proust


marcel costumava andar sozinho pela praia. não refletia; apenas buscava o tempo perdido. uma vez achou um relógio zerinho...

Um comentário:

José Eduardo Lopes disse...

Podia ter achado uma proustituta