14 julho, 2009

461. indulto

Abriu a gaiola e disse: vai-te! O pássaro não foi. Tinha casa, comida, carinho. Então ele inventou o indulto de natal e o pássaro saiu. E nunca mais voltou.

Um comentário:

Muryel De Zoppa disse...

tô presente!